O Algoritmo do Facebook: Como ele Funciona.

O Conceito de Marca nas noções de Branding
18 de Janeiro de 2018
Fortalecimento de uma Marca | Pivô Brands Curitiba
Fortalecimento de uma Marca com o Processo de Branding
24 de Janeiro de 2018

Dominar os segredos do algoritmo do Facebook é o diferencial de um profissional de social media, e pode ser o que faltava para que sua próxima estratégia digital dê certo!

Aproveite então e se liga nessas dicas com tudo o que há para saber sobre o algoritmo do Facebook.

O que é o algoritmo do Facebook?

O algoritmo do Facebook é um recurso utilizado para, principalmente, determinar o que é posto em primeiro no feed da tela principal dos usuários.

Estima-se que um usuário médio tenha acesso a, pelo menos, 1500 posts diários, mas que, no final, presta atenção em apenas 20% disso.

Para entender o que realmente lhe interessa, a rede utiliza uma série de fatores individuais (mais de 100.000!) que tentam traduzir o que esses 20% tinham de diferente de todo o restante, e com os dados coletados, ele passa a buscar combinações, definindo o que deve, ou não, vir a figurar na sua tela inicial.

Boa parte desses fatores leva em conta não apenas os interesses do usuário, mas o seu comportamento na rede, quanto tempo permanece em determinado tipo de postagem, o uso dos recursos disponíveis (como reações, compartilhamentos, denúncias etc.) e na interação com seus amigos.

Basicamente, são 4 fatores que servem como introdução à possibilidade do conteúdo ser ou não apresentado ao usuário em um primeiro momento:

Quem postou

O Facebook leva em consideração o nível de interações entre usuários, e isso conta quantas vezes você o pesquisou na rede, quantas vezes vocês trocaram mensagens, curtiram postagens um do outro etc.

Quando postou

Quanto mais recente a postagem, maiores as chances dela aparecer no seu feed. Mas lembre-se que a rede leva ainda em conta a última vez que você conferiu as últimas atualizações.

Tipo de conteúdo

O que você prefere ver no seu feed? Você costuma curtir mais fotos, vídeos ou textões?

O Facebook se lembrará disso na hora de organizar o seu feed, colocando em primeiro o tipo de conteúdo com o qual você mais interage.

Engajamento com o post

Como sua rede de amigos interagiu com uma postagem? Eles curtiram, comentaram ou compartilharam algo de maneira massiva? Então as chances desse post subir no seu feed são grandes.

5 regras de categorização

Além desses 4, porém, existem ainda uma série de fatores como base para a categorização das postagens, o Facebook preserva 5 regras para decidir o que é ou não importante para o usuário na hora do rankeamento.

Para entender melhor, imagine um usuário que chegou ao Facebook pela primeira vez. Sua única ação, até agora, foi aceitar solicitações de amizades.

Como o Facebook fará para organizar o seu feed?

Essas 5 regras abaixo devem ajudar nesse primeiro momento em que os dados de interação do usuário ainda não estão disponíveis para análise:

1. Família e amigos têm prioridade: Uma das prioridades da rede, acredite ou não, é de manter o contato dos usuários com pessoas que compartilhem os seus interesses, por isso, postagens de familiares e amigos (nessa ordem) sempre terão espaço antes das postagens de páginas e empresas curtidas.

2. Informação: A postagem é informativa? Se sim, ela deve vir antes. Esse recurso é otimizado mais tarde com os dados de interação, que ajudarão o Facebook a entender em que tipo de notícia o usuário tem mais interesse.

3. Entretenimento: mas é claro que não só de notícias é feito o Facebook. Para organizar o seu feed, a rede também levará em conta uma boa parte de postagens voltadas para o entretenimento, sejam elas fotos de artistas ou vídeos que seus amigos já curtiram.

4. Multiplicidade de ideais: Uma das maneiras encontradas para organizar o feed é a de justamente conectar usuários que compartilhem de pontos de vista semelhantes, principalmente quando falamos de ideais políticos ou religiosos. Assim, a rede observa as tendências de interação do usuário (e de seus contatos) e prioriza postagens que reflitam algo no qual você também acredita.

5. Autenticidade: A rede também leva em consideração a existência de conteúdos autênticos, que sejam capazes de se comunicar verdadeiramente com os usuários na hora de estabelecer os critérios de organização do feed. Isso significa que conteúdos considerados Spam, falsos, boatos ou sensacionalistas tendem a descer no ranking quando identificados.

Algoritmo do Facebook | Pivô Brands Curitiba

Está em busca de uma estratégia digital que funcione para sua empresa? Entra em contato com a gente aqui Pivô em Curitiba e vamos trocar uma ideia sobre o seu projeto.


Fonte: Marketing de Conteúdo

Siga a Pivô nas Redes Sociaisfacebook.com/pivobrands | instagram.com/pivobrands | pinterest.com/pivobrands

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *